Sindspref participa de reunião com a secretária de Gestão de Maceió

Sidney Lopes pediu a resolução de pendências com servidores

Progressão por mérito, produtividade, aposentadoria, hora extra e vale transporte dos servidores públicos municipais de Maceió foram a pauta da reunião entre os representantes sindicais dos trabalhadores do município e a secretária de Gestão, Rayane Tenório, na segunda-feira (22), na sede da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), Centro.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes, relatou uma série de pendências a serem resolvidas, principalmente pela Procuradoria Geral do Município (PGM) e com os funcionários lotados na Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes).

“Muitos servidores públicos estão impossibilitados de se aposentarem, pois os processos das produtividades estão aguardando um parecer da Procuradoria em relação a emenda 103, até quando eles vão esperar? Já me reuni com o diretor-presidente do Iprev, mas não tivemos uma resolução para este problema”, relatou Sidney.

Apesar do diálogo estar aberto com a administração do município de Maceió, os servidores públicos merecem uma resposta. Além de regularizar a produtividade dos trabalhadores, Sidney Lopes também cobrou as progressões por mérito, as remunerações das horas extras e um calendário para o pagamento dos vales transportes, que estão sem data certa para os trabalhadores da Sudes.

“No início deste mês solicitamos ao superintendente da Sudes e nesta reunião estou reforçando com a Rayane, a adequação de horas extras, a progressão por mérito e o pagamento em dia dos vales transportes. Este último é uma reclamação recorrente dos servidores, que por muitas vezes estão sem o seu vale para poder se descolar ao trabalho”, enfatizou Sidney Lopes.

A secretária de Gestão, Rayane Tenório, disse que iria analisar todos os problemas expostos e que após as reuniões com os setores responsáveis, convocaria um novo encontro com os representantes sindicais dos servidores públicos de Maceió.

Sindspref está fechado até o dia 5 de abril

Diretoria divulgou seus contatos telefônicos para auxiliar sindicalizados

A sede do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref) estará fechada até segunda-feira, 5 de abril, como medida de distanciamento social, após o anúncio do decreto para mudança de fase vermelha, anunciada pelo governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), na terça-feira (16).

O Sindicato estará aberto nos dias 23 e 30 de março, para atender os sindicalizados que estão fazendo a sua declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física. De acordo com o presidente do Sindspref, Sidney Lopes, a sede do sindicato estará fechada para receber as pessoas, mas os trabalhos continuam de forma remota.

“Neste momento em que 88% dos leitos de UTI estão ocupados, devemos preservar a nossa saúde e a dos nossos colegas e familiares, mas apesar de fechar a sede vamos continuar trabalhando de casa e estamos disponibilizando o contato telefônico dos nossos diretores para que havendo necessidade, os sindicalizados possam nos ligar”, explicou Sidney.

A fase vermelha de Distanciamento Social Controlado em Alagoas começa a partir de 0h da próxima sexta-feira (19). Dentre as principais regras estão a proibição de circulação de pessoas das 21h e 5h; o fechamento das praias, rios e lagoas aos fins de semana, além de shoppings, que estão proibidos de abrir aos sábados, domingos e terças-feiras. A restrição vale até o dia 1º de abril.

 

CONTATOS

Sidney Lopes, presidente: (82) 98177-8513

Edilma Brennand, diretora: (82) 98116-8516

Márcia Rejane, diretora: (82) 98205-0530

Ricardo Gomes, diretor: (82) 98829-1009

Zélia, diretora: (82) 98757-7007

Endereço: Rua Dr. Guedes Gondim, 236 – Centro, Maceió – AL.

Sindspref participa de eleição sindical em Cajueiro

A diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref) participou da eleição do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cajueiro na sexta-feira (5), no Plenário Vereador Mário Ferro de Moura.

José Claudio obteve a maioria dos votos e foi eleito para a presidência do sindicato. De acordo com o presidente do Sindspref, Sidney Lopes, a importância dos sindicatos está na coletividade, na força da união dos trabalhadores para defender os seus interesses.

“Parabenizo José Claudio por conquistar a maioria dos votos e lhe desejo um mandato forte e representativo dos direitos dos servidores municipais de Cajueiro, principalmente neste momento difícil em que todos os servidores estão acumulando perdas salariais. Nunca se precisou tanto que os sindicatos e trabalhadores unam forças para lutar contra os retrocessos e as perseguições empreendidas pelo desgoverno Bolsonaro”, enfatizou.

Sindspref cobra resolução de pendências na Sudes

Sidney Lopes e Márcia Rejane se reuniram com o superintendente Ivens Peixoto

Denúncias de servidores públicos recebendo produtividade irregular, durante a gestão anterior na Prefeitura Municipal de Maceió, levaram o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes, e a diretora do Sidspref, Márcia Rejane, a uma reunião com o superintendente Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), Ivens Peixoto, na manhã desta quinta-feira (4), em Jaraguá.

Além de regularizar a produtividade dos trabalhadores, Sidney Lopes aproveitou a oportunidade para pedir a remuneração das horas extras, o estabelecimento de um calendário para o pagamento dos vales transportes, que estão sem data certa, e que as progressões por mérito dos servidores fossem avaliadas.

“A gestão anterior estava pagando produtividade só para quem queria, alguns nem mereciam. E quem merecia, não estava recebendo. Por isso solicitamos ao superintendente a reunião, que foi prontamente atendida e obtivemos um ótimo diálogo. Vamos acompanhar de perto o andamento das questões”, enfatizou Sidney Lopes.

Ivens Peixoto afirmou que um levantamento já estava sendo realizado para que as devidas providências fossem tomadas e agendou uma nova reunião daqui há 30 dias, para que o sindicato acompanhe a resolução das pendências.

Movimento sindical solicita reunião com prefeito de Maceió

“É importante abrir um diálogo sobre as pendências com os servidores municipais”, disse o presidente do Sindspref

Presidente do Sindspref, Sidney Lopes

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes, se encontrou com os representantes sindicais do Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió na quarta-feira (3) para protocolar as solicitações de reuniões, uma com o prefeito de Maceió, JHC, e outra com o presidente da Câmara Municipal de Maceió, Galba Netto.

O movimento sindical pretende debater as diversas demandas dos servidores públicos municipais de Maceió, que enfrentaram uma série de dificuldades na gestão anterior e acumulam perdas salariais e de benefícios há oito anos. Para Sidney Lopes o diálogo é fundamental.

“Durante a campanha eleitoral, JHC assinou uma carta-compromisso com os servidores públicos, por isso que é importante solicitar uma reunião com ele manter o bom relacionamento. A partir desta reunião vamos discutir as pendências com os trabalhadores e conhecer o planejamento do Executivo Municipal”, relatou o presidente do Sindspref.

De acordo com Sidney a reunião com o presidente da Casa Legislativa é primordial para promover uma abertura para diálogos sobre projetos de leis que sejam importantes para os trabalhadores.

Sindspref é contra a PEC 186

O Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref) vem a público se pronunciar contra a proposta de emenda à Constituição 186/2019, conhecida como PEC Emergencial, em tramitação no Senado Federal, e que deverá ser votada na próxima quinta-feira (25).

Se aprovada, um abismo de insegurança e retrocesso social estarão preparados para vir à tona com a retirada de dispositivos fundamentais da Constituição de 1988, que asseguram serviços básicos da saúde e da educação. A PEC Emergencial desvincula as receitas constitucionalmente destinadas a ações e serviços públicos de saúde (ASPS) e a manutenção e desenvolvimento do ensino (MDE).

 

Se aprovada, mais uma perseguição nítida e enfática do desgoverno Bolsonaro contra os servidores públicos estará em prática, pois a proposta autoriza a redução salarial e a jornada de trabalho em até 25% dos servidores públicos nas três esferas do governo, além de suspender progressões automáticas, aumentos salariais, auxílios, vantagens, benefícios e reestruturação de carreira.

 

O auxílio emergencial, necessário e essencial para milhões de famílias brasileiras subsistirem em um momento de crise derivada da falta de gestão pública no enfrentamento da pandemia do Covid-19, não deve ser compulsoriamente vinculado a perdas de direitos constitucionais.

 

Já perdemos muito! Não devemos nos calar diante de mais retiradas de direitos, principalmente quando estamos enfrentando não só uma pandemia, mas também um presidente fraco, inconsequente e impotente diante das crises, que gerou mais insegurança criando e agravando diversos problemas nacionais.

Sindspref pede agilidade nos processos de aposentadoria

Presidente e diretor do Sindspref estiveram em reunião com o diretor-presidente do Iprev Maceió para pedir celeridade nos processos de aposentadoria

Os servidores públicos municipais de Maceió procuram o auxílio do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref) em diversas situações, uma delas é em relação a lentidão na conceção do benefício previdenciário de aposentadoria. Foi por isso, que o presidente do Sindspref, Sidney Lopes, e o diretor, Marcelo Brasileiro, se reuniram na manhã desta sexta-feira (19) com o diretor-presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Maceió (Iprev), Adalberto Bandeira.

O diretor-presidente do Iprev informou, que os trabalhos para agilizar a aposentadoria dos trabalhadores estão em andamento, tendo em vista que existe a celebração de um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) com o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) para desburocratizar alguns documentos, como a emissão da Certidão de Tempo de Contribuição (CTC) e extratos previdenciários dos períodos de contribuições no INSS.

Para Sidney Lopes é muito importante que ocorra celeridade nos processos tanto por parte do Iprev quanto da Procuradoria Geral do Município (PGM). “Procuramos saber sobre a determinação do Iprev em relação aos processos de aposentadoria parados na PGM, pois é É injusto e indigno com o trabalhador esperar tanto tempo por este direito e ainda ficar em uma fila, sem tempo determinado para seu fim”, ressalta.

Sindspref inicia recesso de fim de ano no dia 18

O Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref) começa o recesso de final de ano na próxima sexta-feira (18) e vai até o dia 10 de janeiro de 2021.

O presidente do Sindspref, Sidney Lopes, anunciou que a tradicional festa de fim de ano teve que ser cancelada, por causa da pandemia do covid-19 que gerou o novo decreto de emergência do Governo de Alagoas, o qual proibiu a realização de eventos com mais de 300 pessoas e recomendou aos eventos menores, que estes sejam virtuais.

“O Governo de Alagoas publicou o decreto de emergência baseado nos crescentes casos do covid-19 e por isso tivemos que cancelar a nossa festa, mas o sorteio dos prêmios serão realizados em janeiro de forma virtual. Assim que retornamos do recesso iremos divulgar o dia e a hora”, explica Sidney.

Toda a diretoria do Sindspref deseja a todos e a todas muita saúde, paz e abundância nesse ano que se encerra.