Pareceres dos processos de aposentadoria parados na PGM serão publicados

Mais de 800 servidores públicos do município de Maceió estão à espera do parecer jurídico da sua aposentadoria

O trabalho sério e dinâmico do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref) para dar fim à espera da concessão do benefício previdenciário de aposentadoria para os servidores públicos municipais de Maceió está obtendo grandes resultados. A Procuradoria Geral do Município (PGM) garantiu entregar os pareceres para os mais de 800 processos de aposentadoria nos próximos quinze dias.

O prazo foi obtido durante uma reunião na quarta-feira (2) entre o Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió e o procurador geral adjunto, David Ferreira da Guia, o procurador Márcio Roberto Torres, o secretário de Governo Francisco Sales e a secretária de gestão Rayane Tenório.

Desde o início do ano, a diretoria do Sindspref promove reuniões com os gestores municipais para obter a celeridade nos processos de aposentadoria. “Daqui há 15 dias vamos conseguir colocar em andamento todos os processos para o pessoal se aposentar, uma luta diária que já teve muitas reuniões e precisava urgente de um desfecho”, celebrou Sidney.

Outra boa notícia informada por Sidney Lopes é referente a lotação do servidor. “Durante a reunião nos foi informado que já existe um projeto de lei pronto para dar um encaminhamento”, disse o presidente do Sindspref.

Servidores públicos municipais realizaram ato por correção salarial

Trabalhadores acumulam perdas salariais desde 2014

 

“O servidor unido jamais será vencido”, ressoou na porta do gabinete do prefeito JHC na manhã desta quinta-feira (27), onde centenas de servidores se reuniram com faixas, placas e gritos de apelo por um maior comprometimento do Poder Executivo com a categoria. O evento foi realizado após realização da Assembleia Geral do Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió, que ocorreu na Praça Dois Leões.

Desde 2014, a remuneração dos funcionários públicos municipais está acumulando perdas, que chegam a 25%. Um parecer contábil encomendado pelo Movimento Unificado e apresentado ao Executivo Municipal indicou a possibilidade de correção inflacionária dos salários dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes, não é possível que o prefeito não atenda os servidores.

“Durante as eleições, o JHC assinou uma carta de compromisso com os servidores, agora pedimos que ele cumpra com a sua palavra e valorize o trabalhador. Já esperamos quatro meses e tá na hora do prefeito atender nossas demandas”, ressaltou Sidney.

A comissão para estudar os dados apresentados pelos sindicatos com o intuito de realizar a correção inflacionária dos salários dos servidores estará reunida na sexta-feira (28) às 10h30 com o secretário de Governo Francisco Sales, com a secretária de gestão Rayane Tenório e com o secretário de economia João Felipe.

PARECER CONTÁBIL

O parecer contábil foi produzido pelo contador Diego Farias de Oliveira da Massayó Contabilidade e realizado com números originários dos relatórios bimestrais (RREO) e quadrimestrais (RGF), publicados no SICONFI – Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (www.siconfi.gov.br) e no site da Prefeitura de Maceió (http://www.transparencia.maceio.al.gov.br/), em conformidade com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LC nº. 101/2000).

PARECER CONTÁBIL 16.2021 Movimento Unificado 2021 primeiro bimestre

 

Assembleia Geral dos servidores públicos municipais acontece próxima quinta-feira (27)

Evento será às 9h na Praça Dois Leões, Jaraguá

O Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), convoca todos os trabalhadores do município de Maceió para a Assembleia Geral do Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió, que acontece na próxima quinta-feira (27) às 9h na Praça Dois Leões, Jaraguá.

Reunião do Movimento Unificado no Sindicato dos Médicos marcou Assembleia Geral

O momento será de deliberação das pautas de reivindicações, dos indicativos de paralisação e das estratégias de luta. Para o presidente do Sindspref, Sidney Lopes, a participação de todos os trabalhadores é muito importante para fortalecer a categoria.

“Desde 2014 acumulamos perdas salariais e o prefeito JHC não sinalizou a recomposição da remuneração da categoria, em uma reunião seus secretários nos trouxe informações superficiais e nós lhes apresentamos um parecer com dados que demonstram a possibilidade da nossa recomposição. Para conquistarmos o que é nosso por direito precisamos unir nossas forças e lutar!”, explicou Sidney.

PARECER CONTÁBIL

O parecer contábil foi produzido pelo contador Diego Farias de Oliveira da Massayó Contabilidade e realizado com números originários dos relatórios bimestrais (RREO) e quadrimestrais (RGF), publicados no SICONFI – Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (www.siconfi.gov.br) e no site da Prefeitura de Maceió (http://www.transparencia.maceio.al.gov.br/), em conformidade com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LC nº. 101/2000).

PARECER CONTÁBIL 16.2021 Movimento Unificado 2021 primeiro bimestre

Parceria entre Sindspref e a Suporte Saúde oferece benefícios para sindicalizados

Servidores municipais podem fazer plano ambulatorial a partir de R$199,00

 

Em meio a uma crise sanitária sem precedentes, o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana de Alagoas (Sindspref) formalizou uma parceira com a Suporte Saúde na segunda-feira (17) com o intuito de oferecer um plano assistencial à saúde a partir de R$199,00.

Para o presidente do Sindspref, Sidney Lopes, esta é uma ótima oportunidade para o servidor contratar um plano ambulatorial credenciado em clínicas como Medicor e Diagnose.

“O servidor público municipal sindicalizado  pode aproveitar todos os descontos e benefícios da Suporte Saúde. Então se você ainda não faz parte do Sindspref, entre em contato conosco e filie-se. Você também pode aproveitar da nossa assessoria jurídica e contábil, além de fortalecer a categoria”, enfatizou Sidney.

De acordo com o vendedor da Suporte Saúde, Augusto Simas, o plano ambulatorial tem um excelente custo-benefício, sem perícia médica, sem limite de idade e conta com uma ampla rede credenciada. “Cobrimos consultas em todas as especialidades médicas, exames simples e exames especiais, urgências e emergências com um valor acessível”, reforçou Augusto.

SUPORTE SAÚDE

Para aderir ao Plano de Assistência a Saúde entre em contato:

 (82) 98160 8392 | (82) 3024 1389 | (82) 98813 9614

Decepção com governo JHC marca reunião entre servidores e governo

Servidores públicos municipais entregaram parecer contábil e revela mentiras do Executivo Municipal durante primeira reunião para discutir recomposição salarial

Os servidores públicos do município de Maceió acumulam mais de 25% de perdas salariais desde 2014. Para tratar sobre este assunto ocorreu uma reunião na segunda-feira (17) entre o Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió e o secretário de Governo Francisco Sales, a secretária de gestão Rayane Tenório, o secretário de economia João Felipe e o vereador Zé Marcio Filho (PSD), representante da Comissão de Finanças da Câmara Municipal de Maceió.

O resultado foi decepcionante para os servidores. De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes, o governo JHC trouxe argumentos superficiais para não conceder a reposição. “A Prefeitura de Maceió informou que o percentual pago para despesas com pessoal está em 55,58%, que é acima da Lei de Responsabilidade Fiscal. Mas ele não trouxe nenhum estudo para justificar”, relatou Sidney.

Enquanto isso, um parecer contábil referente ao reajuste dos servidores públicos do município de Maceió, feito a pedido dos sindicatos, revela um percentual histórico de 37,73% com gastos de pessoal. “Nós fomos preparados para a reunião e oferecemos a possibilidade da recomposição salarial por meio de um estudo que demonstra algo totalmente diferente do apresentado pelos secretários do JHC”, explica Sidney Lopes.

Ao fim da reunião, ficou combinado a criação de uma comissão entre os sindicatos e a Prefeitura de Maceió para estudar os dados apresentados com o intuito de chegar a um consenso em relação a reposição salarial.

 

PARECER CONTÁBIL

O parecer contábil foi produzido pelo contador Diego Farias de Oliveira da Massayó Contabilidade e realizado com números originários dos relatórios bimestrais (RREO) e quadrimestrais (RGF), publicados no SICONFI – Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (www.siconfi.gov.br) e no site da Prefeitura de Maceió (http://www.transparencia.maceio.al.gov.br/), em conformidade com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LC nº. 101/2000).

PARECER CONTÁBIL 16.2021 Movimento Unificado 2021

Nota de repúdio ao presidente Jair Bolsonaro

A diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), vem a público expressar seu repúdio ao presidente da república, Jair Bolsonaro, que nesta quinta-feira (13) está em Alagoas.

Foto: Sérgio Lima/Poder360

Em nada o sr. nos representa. Toda a população, em especial os servidores públicos, estão sendo prejudicados pela sua ineficiência em governar e pelas suas atitudes inconsequentes, que tira todo dia o direito à vida de milhares de brasileiros.

428 mil mortes. Um número assustador, beirando meio milhão de pessoas que foram acometidas não só pelo coronavírus, mas também pela desinformação criada no seio da nossa república com discursos anticientíficos e posicionamentos insanos.

Enquanto milhares de órfãos choram a perda de seus pais, o senhor tira foto sorrindo dos CPFs cancelados. Enquanto nossos profissionais de saúde se arriscam para salvar vidas, o senhor espalha ainda mais o vírus em aglomerações e sem uso de máscara. Enquanto nossos professores tentam educar nossos jovens, o senhor os desmoraliza. Enquanto a sociedade clama por ajuda, o senhor inventa mentiras e ameaças.

Nosso país tão abundante de recursos naturais, de trabalhadores, de homens e mulheres em busca de oportunidade, está se aprofundando em uma crise sem precedentes por culpa exclusivamente do nosso presidente. As reformas trabalhista e previdenciária, precarizaram ainda mais a vida do povo. Retiraram direitos e aumentaram ainda mais a desigualdade e consequentemente o desconforto social.

Nós, brasileiros não sabemos o dia de amanhã. Nos brasileiros estamos em luto por tantas perdas irreparáveis, a maior delas o direito à vida.

Sindspref cobra progressão por mérito dos servidores públicos municipais de Maceió

Lista com o nome de todos os sindicalizados que merecem a progressão foi entregue pela secretária de Gestão

A progressão por mérito é o efeito de um ótimo desempenho das suas funções por parte dos servidores públicos municipais. Com o intuito de cobrar um posicionamento sobre a retomada do pagamento dos trabalhadores, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes, se reuniu com o secretário de governo, vereador Francisco Sales, e com a secretária de gestão, Rayanne Tenório, na segunda-feira (26).

Sidney Lopes recebeu da secretária de gestão a lista com todos os servidores públicos sindicalizados que estão aptos a receber as progressões e ainda não receberam.

“Começamos com a abertura do diálogo entre o governo JHC e os servidores para reivindicar a melhoria salarial e principalmente a retomada das progressões por mérito, uma garantia do nosso Plano de Cargos e Carreiras, que não está sendo cumprida desde a gestão do Rui Palmeira”, ressaltou Sidney.

De acordo com Rayanne Tenório a Prefeitura de Maceió está realizando o levantamento dos dados dos servidores relativos as progressões por meio de um grupo de trabalho e que até o momento só foram implantadas as que chegaram por quebra de ordem ou decisão judicial.

A secretária de gestão se comprometeu em agendar uma nova reunião para que o Executivo Municipal apresente os dados e proponha alternativas para o retorno das progressões por mérito.

Click no link e acesse a lista com o nome dos servidores sindicalizados que tem direito a progressão por mérito

Folha 2

folha 3

Folha 4

Folha 5

Folha 6

Folha 7

Folha 8

Folha 9

Folha 10

Folha 11

Folha 12

Folha 13

Folha 14

Folha 15

Sudes atende pedido do sindicato e entrega EPIs

Equipamentos de proteção individual (EPIs) chegaram na manhã desta quarta-feira

Após cobrança dos servidores públicos municipais lotados na Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável, a compra dos equipamentos de proteção individual (EPIs) foi efetivada na manhã desta quarta-feira (28).

A diretora do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Márcia Rejane, recebeu a notícia seguida com a foto do material.

“Valorizar o trabalhador e dar as melhores condições de trabalho é essencial para o bom desempenho das suas atividades. Fico grata pelo atendimento deste pedido e estamos no aguardo da realização das outras questões conversadas na reunião”, reflete Márcia.

A diretoria do Sindispref esteve na segunda-feira (26) com o superintendente da Sudes, Ivens Peixoto, e com o diretor administrativo Ronaldo Farias.

NOTA DE ESCLARECIMENTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS

Estamos cansados de ouvir que os únicos que defendem o distanciamento social são os servidores públicos porque temos nossos salários “garantidos”.
Não somos os vilões da pandemia ou da crise brasileira.
Somos SERVIDORES PÚBLICOS, o que significa dizer que NINGUÉM nos deu vaga no serviço público, não fomos eleitos ou indicados por alguém.
Trabalhamos com dedicação!
Inclusive, em tempos de pandemia, a maioria de nós encontra-se totalmente exposto na linha de frente,  só paramos se ficarmos doentes!
NOSSA ESTABILIDADE não é um privilégio. Ela tem previsão legal e visa a PROTEÇÃO do servidor público concursado, para que possamos atuar com independência, com técnica, competência e seguindo os princípios morais, éticos e legais da Constituição Federal, SEM O RISCO DE SERMOS PREJUDICADOS por interesses espúrios ou assédio moral.
Não temos direito a FGTS.
Quando sairmos, não teremos nada para sacar depois de 25-30 anos trabalhando.
O percentual para a Previdência 14% (aposentadoria) já vem descontado no nosso salário. Nós que pagamos pelo nosso descanso no futuro.
NÃO SONEGAMOS IMPOSTOS, como muitos profissionais liberais.
Dos nossos defasados salários é descontado 27% para o IMPOSTO de RENDA com possível aumento para 35%. (Isso quando se ganha o suficiente para ter desconto de IR,  grande parte dos Servidores Públicos recebe um salário mínimo ou pouco mais que isso).
CONCURSO PÚBLICO é para todos, qualquer um pode participar, basta se inscrever e ser APROVADO.
Se o governo está em crise, a culpa não é de quem estudou e passou em concurso público.
A CRISE NAS FINANÇAS PÚBLICAS é resultado de CORRUPÇÃO, RENÚNCIAS FISCAIS, INADIMPLÊNCIA dos grandes devedores, USO INDEVIDO da finalidade e má administração dos recursos públicos.
GRANDES EMPRESAS e alguns BANCOS sonegam impostos e têm suas dívidas perdoadas. Algumas IGREJAS gigantescas que mais funcionam como empresas SEQUER pagam impostos!!
Os ÚNICOS SERVIDORES PÚBLICOS que ONERAM OS COFRES PÚBLICOS são alguns poucos cargos e alguns POLÍTICOS, que se tornam servidores devido ao SEU voto e VOCÊ não luta contra isso! Isso sim é imoral!
NÃO SÃO OS PROFESSORES, NÃO SÃO OS PESQUISADORES CIENTÍFICOS, OS MÉDICOS, OS ENFERMEIROS, OS DENTISTAS, OS POLICIAIS, OS ASSISTENTES SOCIAIS, OS SERVIDORES PÚBLICOS EM GERAL que ONERAM O PAÍS e sim, a corrupção e privilégios absurdos de alguns políticos!
Não se deixe enganar!
A CRISE ECONÔMICA É POLÍTICA, a falta de acesso à saúde, ao ensino e à segurança pública e aos demais serviços por parte da população… NADA DISSO É CULPA dos servidores públicos e nem da pandemia. Nós trabalhamos com empenho e dedicação.
Colegas servidores ativos ou inativos, copiem, editem se julgar necessário, e repassem esta mensagem. Precisamos nos unir.

Sudes volta a ser cobrada por diretoria do Sindspref

Data para o pagamento de vale transportes foi definida pela Prefeitura de Maceió

 

A diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref) cobrou do superintendente Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), Ivens Peixoto, a definição de uma data para o pagamento do vale transporte, pediu a compra dos equipamentos de proteção individual (EPI’s) dos funcionários, solicitou a disponibilização de protetores solar para os servidores que trabalham expostos ao sol e requereu a manutenção de uma bomba de água, que está quebrada.

A reunião que aconteceu na manhã desta segunda-feira (26) na sede da Sudes, em Jaraguá, proporcionou resposta para a maioria das questões elencadas, entre elas o retorno com a definição da data de pagamento dos vales transportes, que será no dia da remuneração do servidor público municipal.

Estiveram presentes o presidente do Sindspref, Sidney Lopes, as diretoras Márcia Rejane e Edilma Brennand, o superintendente da Sudes, Ivens Peixoto, e o diretor administrativo Ronaldo Farias.

“Desde o começo do ano os servidores públicos municipais lotados na Sudes estão requisitando a resolução destas pendências, que estão com seus dias contados. Insistimos em diversas reuniões com os gestores públicos e hoje saímos com a definição da data de pagamento dos vales transportes e com um retorno para todos os outros pedidos encaminhados”, explica Sidney.

Os EPI’s já estão sendo comprados para serem distribuídos para todos. A bomba de água do Dique Estrada está recebendo a manutenção na terça-feira (27) e o sindicato recomendou que a Sudes entrasse em contato com a Secretaria Municipal de Saúde para pedir auxílio na  distribuição dos  protetores solar.

Para Márcia Rejane um bom diálogo é tudo. “Acredito que manter um bom relacionamento e o diálogo aberto é muito importante, só assim conquistamos todas as melhorias e exigências dos trabalhadores com seus empregadores”, ressaltou a diretora do Sindspref.

A diretora Edilma Brennand explica que o papel do sindicato é ficar a frente das negociações e fazer o melhor pela categoria. “Nosso sindicato é forte, pois é feito de trabalhadores unidos. Hoje, estamos aqui defendendo a categoria e garantido que as suas solicitações sejam atendidas pelos gestores públicos”, finaliza Edilma.