Reunião da direção nacional da Confetam faz uma análise sobre a conjuntura política nacional

Ricardo Gomes, Edilma Brennand e Sidney Lopes, durante evento em Brasília

O presidente da Federação dos Trabalhadores da Administração e dos Serviços Públicos Municipais do Estado de Alagoas (FETAM/AL), Sidney Lopes, o vice-presidente, Ricardo Gomes,  e a diretora, Edilma Brennand, participaram da reunião da direção nacional da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), durante o sábado (14) e o domingo (15), no Hotel Nacional, em Brasília.  Participaram do evento os dirigentes das federações estaduais filiadas, de sindicatos municipais e regionais da categoria, da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e demais convidados.

Além de realizar uma análise sobre a conjuntura política nacional e os rumos do serviço público, o momento também foi propício para tratar sobre a luta do servidor público pela sua valorização profissional e remuneração adequada, com o lançamento da Campanha Salarial Nacional Unificada 2020.

Sidney Lopes durante reunião dia 14/12

Para Sidney Lopes desde a saída de Dilma da presidência do Brasil em 31 de agosto de 2016, os trabalhadores tiveram uma série de consequências ruins em sua vida. “Além de uma perseguição absurda às instituições, que lutam pelo direito dos trabalhadores, também tivemos uma perda terrível na nossa aposentadoria, sem falar nas inúmeras situações em que nos deparamos com o desgoverno Bolsonaro. Falar sobre esses assuntos, fortalecem a luta contra as leis obtusas, que este governo tenta aprovar goela baixo”, explicou o presidente da FETAM/AL.

LUTA EM DEFESA DO SERVIÇO PÚBLICO

A Campanha Salarial Nacional Unificada 2020 trás o tema “A Esperança Tá na Rua – É tempo de derrotar o neoliberalismo e defender o serviço público!”. A luta será pautada em cima de 16 itens, como:  o serviço público de qualidade; a valorização das trabalhadoras e trabalhadores do setor; a garantia da estabilidade;  o concurso público; a negociação coletiva de trabalho; o reajuste salarial com ganho real; a liberdade de organização sindical; o Plano de Cargos e Salários; o Fundeb permanente; a educação pública, laica e de qualidade; as verbas para o SUS e o SUAS; a revogação da EC 95 e das reformas neoliberais, entre elas a trabalhista e da Previdência; além da defesa da soberania nacional, da Petrobras e das estatais.

Calendário de luta

Sexta, 13 de dezembro: Manifestação organizada pelo SINDSEP/DF, das 11 às 13h, em frente ao Ministério da Economia, em Brasília

Quarta, 18 de dezembro: Sessão Solene no Plenário da Câmara dos Deputados, a partir das 9h, em homenagem aos quinze anos da PROIFES-Federação

Quarta, 12 de fevereiro de 2020: Ato conjunto da Frente Parlamentar e centrais sindicais, a partir das 9h, no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados

Domingo, 8 de março de 2020: Mobilização Nacional em celebração ao Dia Internacional de Luta das Mulheres

Quarta, 18 de março de 2020: Dia Nacional de Paralisação em Defesa do Serviço Público

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *