Sidney Lopes representa servidores públicos municipais durante audiência pública que discutiu data-base

A Prefeitura de Maceió apresentou os números financeiros e fiscais, além de uma proposta de 5,79% de reajuste salarial para os trabalhadores em 2023

A data-base dos servidores públicos municipais de Maceió foi debatida durante uma audiência pública, nesta terça-feira (14), na Câmara Municipal de Maceió. O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes, participou da mesa de honra representando a categoria.

Os secretários de Gestão e de Economia de Maceió, Ivan Carvalho e João Felipe, apresentaram a realidade financeira e fiscal de Maceió e após solicitação de Sidney Lopes, apresentaram uma proposta.

“A apresentação financeira e fiscal foi perfeita, só faltou uma coisa: sair daqui com alguma proposta para a categoria avaliar e a gente voltar para negociar”, cobrou Sidney.

Ivan Neto explicou ser fundamental conciliar a valorização dos servidores com a manutenção da capacidade de investimentos, por isso propôs 5,79% para o mês de agosto. “A proposta é a reposição inflacionária, apresentando um ganho real de anuênio de 5,79% , pelo IPCA consolidado do ano de 2022. Se discordarem, no prazo de dez dias a categoria pode formalizar a discordância e os motivos pelos quais está discordando”, informou.

Para Sidney Lopes o trabalho do sindicato é buscar a valorização do trabalhador e o diálogo é a base de toda luta, por isso as negociações não param. “Vamos cobrar as progressões e garantir que a data-base seja paga em janeiro. Quero agradecer a todos os sindicatos e servidores, que se fizeram presentes na audiência pública, pois conseguimos mais transparência. Em especial, o presidente da comissão dos servidores públicos, vereador Joãozinho, e os integrantes da comissão vereadores Dr. Valmir e vereadora Teca Nelma”, explicou.

Ficou agendada uma reunião para o dia 28 de fevereiro, onde os sindicatos poderão enviar suas propostas alternativas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.