Servidores de Maceió fazem paralisação geral na quarta-feira (18)

Categoria realiza ato público para cobrar o reajuste salarial e maior valorização

Os servidores públicos municipais de Maceió realizam na quarta-feira (18) um ato público contra a gestão do prefeito JHC e pelo reajuste salarial da categoria, a partir das 9h, na Praça Deodoro, Centro. Durante o dia, os trabalhadores irão paralisar suas atividades. Apenas 30% dos serviços públicos estarão funcionando.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes, convocou todos os servidores ativos e aposentados para a luta.

“Quando estamos com a mesa de negociações, percebemos a dificuldade de conciliar nossa valorização com os secretários do JHC. O diálogo está aberto, mas é preciso avançar mais. Somos muitos e tenho certeza, que nossa união é a força necessária para a gente conquistar melhores salários e condições de trabalho”, expõe.

Os servidores públicos do município de Maceió pedem 16%. A última proposta do prefeito JHC, foi de 4% de reajuste, dividido em 2% para pagamento em julho e 2% em outubro; e o pagamento de duas progressões: em dezembro/2022 e abril/2023. Proposta rejeitada pela maioria em Assembleia Geral, realizada na terça-feira (10/05).

A atualização dos salários dos servidores públicos está garantida na Constituição Federal inciso X do art. 37, na Lei 10.331/2001, e nas Leis Municipais de Nº 5.898/2010 e Nº 5.241/2002 ― assegurando aos servidores o reajuste salarial anual conforme data-base em janeiro e aplicando-se o percentual baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), índice que mede a inflação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *