Rui Palmeira ignora servidores públicos municipais

Presidente do Sindspref desabafa sobre desrespeito com os trabalhadores

A data-base do servidor público municipal de Maceió é em janeiro, mas o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB) não retorna ligações, mensagem por aplicativo de smartphone ou até mesmo ofícios do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref) e dos outros oito sindicatos participantes do Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió. Esse fato foi revelado durante a Assembleia Geral realizada na manhã de segunda-feira (4), no auditório do Sindicato dos Bancários de Alagoas, Centro.

O desrespeito com o trabalhador fica evidente com a atitude do chefe do executivo municipal, que ignora as Leis Municipais de Nº 5.898/2010 e Nº 5.241/2002. As duas leis asseguram aos servidores o reajuste salarial anual conforme data-base em janeiro e aplicando-se o percentual baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), índice que mede a inflação.

Para o presidente do Sindspref, Sidney Lopes, este é o momento de todos os servidores municipais se unirem para lutar pelos seus direitos garantidos, pois deixar na mão dos gestores públicos a decisão de dar o aumento dos salários ou não; é ter a certeza de não se conseguir nada.

“Se a gente não reagir, não se fazer ouvir. Ele vai ficar empurrando com a barriga a mesa de negociação, da mesma forma como fez ano passado. Servidor, efetivo ou aposentado, não se menospreze, garanta os seus direitos. Não deixe que a perseguição te derrube, venha para a rua, para as Assembleias, participe do movimento, pois só com a participação de todos podemos fazer a diferença!”, convida Sidney Lopes.

Em dezembro, o Movimento Unificado conseguiu junto aos vereadores a inclusão dos 4,17% de reajuste salarial para 2019 referente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), na Lei Orçamentária Anual (LOA). Mas até então, a Prefeitura Municipal de Maceió não enviou o aumento da categoria e muito menos sinalizou nenhuma proposta ou conversa com os sindicatos.

Diante deste cenário, Sidney Lopes faz um apelo aos trabalhadores. “Mesmo que você esteja sendo perseguido no seu local de trabalho, como está acontecendo com muitos servidores que participam do movimento sindical, não baixe sua cabeça. Esta é uma das ferramentas que a gestão do Rui Palmeira usa para tentar enfraquecer a categoria. Não se intimide, pois o que estamos cobrando aqui é apenas que ele cumpra a legislação municipal e que todos os servidores públicos do município tenham seus direitos atendidos”, expõe o presidente do Sindspref.

Desde o dia 10 de janeiro todos os sindicatos integrantes do Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió enviaram ofício para a Prefeitura Municipal de Maceió com o requerimento dos 16,10% para o reajuste salarial em 2019. O percentual é referente ao Índice Nacional de Preços do Consumidor (IPCA) de 2018, que foi de 4,17%; e às perdas salariais dos anos de 2015, 2016, 2017 e 2018.

Uma resposta para “Rui Palmeira ignora servidores públicos municipais”

  1. Esses que se dizem gestores públicos; só fazem promessas quando estão na disputa eleitoral; quando sentar-se no trono esquecem as promessas eleitoreira; o jaz. nas garras destes demônios enviados de Lúcifer! Mais Deus todo poderoso, Rei dos Reis neste mundo tão atribulado; consentem mais não para sempre! Bem-dito seja Deus ! Em nome de nosso Senhor jesus Cristo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *