Movimento sindical garante 3% de recomposição salarial para servidores públicos municipais de Maceió

Categoria também receberá duas progressões por mérito; data para implantação está em negociação

Os servidores públicos municipais de Maceió saíram vitoriosos da reunião com o prefeito JHC na tarde desta quarta-feira (30), na Secretaria Municipal de Governo, em Jaraguá. O Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió conquistou 3% de recomposição salarial para ser incorporada aos vencimentos a partir de outubro de 2021. As duas progressões por mérito dos biênios de 2015/2017 e 2016/2018 ainda estão em negociação.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes, a proposta apresentada pelo movimento para a reposição salarial foi de 4,52%. Inicialmente, a Prefeitura de Maceió não apresentou nenhuma proposta sobre o assunto, depois demonstrou interesse em pagar 2% e nesta última reunião foi conquistado os 3%, que serão acrescidos na remuneração do funcionário a partir de outubro de 2021.

“A cada reunião fomos avançando com as propostas e mostrando a nossa situação, que não está nada fácil com o acúmulo de perdas salariais. Utilizamos todos os nossos recursos e fomos firmes enquanto líderes sindicais para conquistar esta e outra reivindicação: a implantação das progressões por mérito. Chegamos ao acordo da implantação dos biênios de 2015/2017 e 2016/2018”, explicou Sidney Lopes.

A proposta da administração pública referente as progressões por mérito foi negada, pois eles querem começar a pagar o biênio 2015/2017 em janeiro de 2022, e o biênio 2016/2018 em junho de 2022. “O Sindspref não concorda. Pedimos para que as progressões sejam inseridas em dezembro de 2021. Próxima terça-feira vamos ter uma nova reunião, que definirá esta situação”, revelou o presidente do Sindspref.

No início do ano, foi apresentado ao Executivo Municipal um parecer contábil, que demonstrou a viabilidade de todas as reivindicações dos funcionários públicos municipais. O documento foi produzido pelo contador Diego Farias de Oliveira da Massayó Contabilidade e realizado com números originários dos relatórios bimestrais (RREO) e quadrimestrais (RGF), publicados no SICONFI – Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro e no Portal da Transparência da Prefeitura de Maceió.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *